Dropshipping - comece seu negócio investindo pouco

PARTE 3

Dropshipping – comece seu negócio investindo pouco

É DIFÍCIL  OU MUITO CARO CRIAR UMA LOJA VIRTUAL ?

E Quanto será que custa montar um Empreendimento Comercial no Mundo Físico?

Aqui, vamos começar fazendo uma analogia, comparando os investimentos necessários para os dois tipos de negócios, tanto físico quanto digital:

Quando se vai iniciar um empreendimento de vendas no mundo físico, os custos envolvidos são grandes, principalmente, presumindo que, primeiro tem que haver investimento de dinheiro NA FRENTE para montar o negócio, bem antes que o faturamento gerado pelas vendas comece a cobrir todas as despesas envolvidas. Só a partir de certo período, depois de algum tempo, quando as vendas vem aumentando e gerando um faturamento que seja suficiente para bancar todos os custos, sobrar dinheiro em caixa, é que se pode considerar LUCRO, o resultado tão esperado do negócio. Mas isso leva tempo até a fase de amadurecimento do negócio. Sem contar que muitos donos de negócios físicos nem conseguem alcançar o tão sonhado lucro e acabam fechando suas portas antes mesmo disso acontecer.

dropshipping - comece seu negócio investindo pouco

Vamos dar um exemplo aqui de investimento inicial em um negócio físico:

Imaginemos que se queira montar uma loja de “Utensílios para Cozinha”, para o nicho de “Casa & Cozinha”. Primeiro, procura-se um ponto comercial para alugar. Imagino que o aluguel de uma loja com 20 m2 (uma loja pequena) no centro da cidade , seja na faixa entre R$ 2.000,00 a R$ 5.000,00 mensais. Vamos calcular pelo menor valor: R$ 2.000,00 / mês de aluguel. Precisaremos ter um Estoque inicial de produtos. Eu imagino que com R$ 5.000,00 (cinco mil reais) se possa fazer um estoque mínimo de coisas para cozinha, certo? Até aqui, teremos que dispor de pelo menos R$ 7.000,00 para “iniciar”. Continuando: Suponha que você não terá funcionários. Agora você vai ter que investir na “aparência da loja”, certo? Estantes, prateleiras, pequeno balcão, pintura, fachada e letreiro para ficar na entrada da loja. Quanto custa isto tudo? Vamos imaginar que a pintura, mais as estantes, o balcão de atendimento e o letreiro para a entrada da loja, custe no total, mais R$ 3.000,00 . Já temos aqui, um total de R$ 10.000,00 dez mil reais iniciais para ter uma pequena loja de venda de utensílios para cozinha. Vamos ter que investir também no ambiente climatizado, instalando Ar-condicionado e outros acessórios. Acho que um Ar split para uma loja de 20 m2 possa ser de 9.000 btu que deve custar em torno de R$ 1.000,00. O custo da instalação e material , vamos supor que seja mais R$ 500,00. Vamos considerar mais R$ 100,00 para se fazer mil folhetos para divulgação. Não vamos considerar aqui, a aquisição de Alarme, nem de Seguro para não encarecer.
Bom, até agora, somamos um valor de R$ 11.600,00 (onze mil e seiscentos reais) para investir e “iniciar”a operação de uma loja física. Além desses custos, também temos que considerar mais custos como:

Acesso à internet com custo estimado de uns R$ 100,00 mensais para compartilhar a rede Wi-fi com, pelo menos, um microcomputador para uso do lojista, mais licença de um Sistema de Vendas . Vamos supor que um sistema de controle de vendas / estoque custe uns R$ 200,00 por mês. Tem  mais a conta de energia, que pode ser considerada numa média de R$ 200,00 /mês. Então, para dar o passo inicial (como se diz), precisamos ter, além desse investimento para montar a infra-estrutura da loja, mais o valor mensal do Aluguel, da conta de energia, o custo diário/mensal com transporte e alimentação do dono, etc. Vamos supor também que além dessas despesas mensais, o dono tenha que separar mais uns R$ 200,00 para investir em marketing e divulgação.

Até aqui, vamos supor que o total dessas despesas mensais fixas seja em torno de uns R$ 2.800,00 (dois mil e oitocentos reais) para tornar o negócio ativo da loja física

Prestar atenção para um fato muito importante: O ESTOQUE. O Lojista físico tem que MANTER um Estoque de produtos que vai vender. Isso também vai implicar em ter uma área separada da loja (espaço físico) e toda uma logística para organizar esse estoque: controlar a entrada e saída (quando vende) de mercadoria, saber QUANDO COMPRAR mais produtos para repor o estoque, enfim, com tudo vai ser ainda necessário ter mais um CAPITAL DE GIRO para poder manter esse estoque em condições de Venda. Mas se o dono está atendendo na loja para evitar a contratação de funcionário, QUEM fica responsável pela entrada / saída e reposição de estoque, durante o expediente. Uma boa pergunta, não?
Quem faz a limpeza da Loja? Quem compra o material de limpeza e de expediente (papel, canetas, toner para a Impressora etc etc) ?
O que podemos perceber aqui é que, dificilmente um negócio “físico” de vendas, pode ser feito por apenas 1 pessoa, pois, existem diversas atividades que são pertinentes ao atendimento ao cliente, à manutenção do estoque ( retirada do estoque para venda / reposição de peças vendidas), à limpeza em geral, etc.

É bom lembrar que o lojista deve ter em mente duas coisas: a primeira é avaliar o seu Retorno do Investimento (conhecido como ROI),  recomendado que seja, no mínimo,  IGUAL ao valor que ele INVESTIU anteriormente para montar e abrir a loja :

Neste caso aqui, o investimento inicial já soma mais que R$ 13.000,00 para montar a loja e deixá-la operacional pelo período de 1 mês. Desta forma, o ROI só vai ser alcançado, quando conseguir aumentar as vendas que lhe tragam um faturamento de, pelo menos, igual aos R$ 13.000,00 investidos anteriormente. Dependendo do valor médio dos produtos vendidos, o ROI pode demorar mais tempo, em torno de 12 a 18 meses para ser alcançado, o que significa que o lojista tem que vender TODOS OS MESES um valor mínimo para cobrir o total das despesas operacionais e ainda precisa gerar  LUCRO suficiente para ter um  fluxo de caixa  e poder acumular o valor investido.

E um outro ponto importante a destacar aqui é que: Vendendo ou Não, as despesas FIXAS  como aluguel, limpeza, atendimento, internet, energia, transporte, alimentação, marketing etc precisam ser pagas todo mês para não gerar dívidas. Ou seja, o lojista físico já inicia o mês TENDO QUE VENDER o suficiente, pelo menos para conseguir pagar todas despesas operacionais. Caso a loja não fature o suficiente por 2/3 meses, pode ser que tenha que solicitar empréstimo bancário para honrar as despesas e ainda ter um capital de giro para o sustento de seu negócio, o que pode representar uma situação bem difícil, de acumular dívidas, podendo ser o provável começo de sua ruína ou falência.

dropshipping -comece-seu-negocio-investindo-pouco
Continue lendo no PRÓXIMO Artigo, parte 4 – Dropshipping: Comece seu negócio investindo pouco,  onde vamos descrever todos os custos que um Lojista vai ter quando ele decide investir no Comércio eletrônico (e-Commerce), específicamente, o de DROPSHIPPING, para efeito de comparação com a montagem de uma loja física.

Você está gostando deste conteúdo? Está sendo interessante e útil para você? Então, compartilhe…

A equipe do Salário Digital quer contribuir para seu crescimento no mundo digital.

Se quiser continuar lendo sobre o tema, clique nos links abaixo, dos demais artigos relacionados a Dropshipping:

Dropshipping – saiba o que é o comércio eletrônico sem estoque

Dropshipping – como funciona

Dropshipping – Comece seu negócio investindo pouco (parte 2)

Dropshipping – Ganhar dinheiro na internet

SALÁRIO DIGITAL – O seu novo salário vindo da Internet.