Dropshipping - como funciona o comércio eletrônico sem estoque

PARTE 2
DROPSHIPPING – 

COMO FUNCIONA ESSA SOLUÇÃO ONLINE PARA VENDER SEM ESTOQUE?

Muitos comerciantes de lojas físicas, viram suas vendas e consequentemente, o faturamento despencar neste ano de 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus com o isolamento sendo imposto/forçado; e o que é pior, como se não bastasse as receitas diminuírem mais de 50%, (em alguns casos, até mais) também perceberam que a maioria das despesas permanecia, assim como aluguel, contador e salários dos funcionários…

Então, esses lojistas perceberam que precisavam mudar ou adaptar seus modelos de negócios, por 2 motivos:

1) Para alcançarem “novas” fontes de receitas
2) Para diminuírem suas despesas de operação.

empreendedorismo digital e dropshipping - como ter salário digital e ganhar dinheiro pela internet
O QUE SERIAM NOVAS FONTES DE RECEITAS?
No primeiro quesito, entende-se por “novas” fontes de receita, a procura por novos mercados, expandir seu público consumidor, oferecer seus tradicionais produtos para pessoas de outras cidades , até mesmo, cidades de outros Estados.

Uma outra fonte de receita, seria encontrar “novos produtos”, além dos produtos tradicionais , já vendidos pela loja. Com isto, expandir a oferta da loja, podendo ampliar mais as opções de vendas.

COMO DIMINUIR AS DESPESAS OPERACIONAIS DAS VENDAS?
No segundo quesito, como seria possível diminuir as despesas operacionais?

A resposta para esta questão é mais complexa pois o lojista já possui um contrato de locação (para quem aluga um espaço para a loja) ou até mesmo para quem é dono do espaço mas tem que pagar as taxas normais de condomínio, iptu e luz.
Além do mais, por se tratar de produtos físicos, na maioria dos casos, tem o custo com Estoques, armazenamentos, fretes para entrega , custos com ambiente/infra-estrutura e vários outros…

Como reduzir isto? Bom, na verdade, esses tipos de custos com o negócio tradicional, podem até ser reduzidos em alguns casos (por conta de acordos com proprietários) durante o período da quarentena por causa da pandemia. Mas mesmo assim, os donos das lojas físicas, ao retornarem suas atividades normais para vender seus produtos, terão suas despesas de volta ao mesmo patamar do que era antes, mas com uma grande diferença no faturamento, sendo esse bem menor e prejudicado pelo período que permaneceu de quarentena com as portas fechadas. Recuperar esse prejuízo costuma ser tarefa muito difícil ou para muitos, até impossível, decretando falência de suas lojas físicas.

QUAL SOLUÇÃO IDEAL PARA EVITAR TANTOS PREJUÍZOS OU ATÉ MESMO A FALÊNCIA?
Uma das principais maneiras que os lojistas encontraram para resolver seus problemas de altos custos com faturamento baixo, foi descobrindo uma nova forma de vender, chamada de DROPSHIPPING. O termo Dropshipping vem da junção das palavras em inglês “drop”= queda, e “shipping”= estoque, ou seja, significa queda de estoque. Essa nova forma de vender surgiu com a intenção de ser um facilitador em questões de logísticas, onde se pode vender produtos de terceiros através de uma loja virtual sem precisar ter um estoque físico.

ENTENDA O QUE É  DROPSHIPPING – como funciona 
DROPSHIPPING é voltado para atividades de vendas pela internet, sem precisar manter estoque de produtos, eliminando determinados custos. Nessa modalidade de venda online, quem vai entregar o produto é o Fornecedor e não o lojista.

Imagine que você queira criar uma loja virtual e vender “Brinquedos” para o público infantil ou queira criar uma loja virtual e vender produtos para Casa & Cozinha. Estes são ‘nichos’ de mercado, isto é, são produtos que existe um grande mercado consumidor.
Uma vez definido o ‘nicho’ onde quer atuar nas vendas, você precisa encontrar os “Fornecedores” destes produtos. Existem centenas ou talvez, milhares de fornecedores de Nichos variados e diferentes.
Depois de definido o ‘nicho’ de vendas, e do ‘Fornecedor’ dos produtos, está na hora de se ‘criar a loja’ para vender os tipos de produtos escolhidos. Existem diversas ‘Plataformas’ onde se pode pagar uma mensalidade e criar uma loja em poucas horas e incluir estes produtos na loja, com figuras, vídeos e descrições detalhadas dos produtos, valores e formas de pagamento, etc.

dropshipping-como-funciona
O QUE O LOJISTA TEM QUE FAZER DEPOIS DESTES PASSOS PARA VENDER?
Agora que o lojista já tem sua loja criada e hospedada num servidor da internet, com os produtos cadastrados/expostos do seu nicho escolhido, ele vai precisar DIVULGAR sua loja para os clientes antigos e também, para conquistar novos clientes. E isto pode ser feito de duas maneiras:

1) Divulgação Orgânica:
Onde o lojista vai divulgar/compartilhar o “link” (endereço na internet) da sua nova loja virtual para seus clientes antigos, amigos, familiares, conhecidos e também, fazer posts para publicar em suas redes sociais, gerando tráfego orgânico e visitas na sua loja virtual

2) Divulgação Paga através de Anúncios:
Aqui, o lojista vai investir no que se chama Tráfego Pago, ou seja, vai pagar por anúncios veiculados nas principais plataformas digitais como Facebook, Instagram e Google

Quando alguém encontra sua loja virtual usando os mecanismos de buscas na internet (seja por divulgação orgânica ou por divulgação paga), clica no seu link, entra e começa a navegar olhando os produtos, já se pode considerar como um cliente em potencial, inclinado a comprar. E o que acontece depois que esse cliente finalizar uma compra e pagar por um produto? Como que o lojista vai concluir o processo da venda? Como ele vai entregar o produto ao cliente?

O FECHAMENTO DA VENDA SEM ESTOQUE: QUEM PAGA O FRETE?
Assim que o cliente decide comprar o produto na loja virtual, ele pode pagar de duas formas: À vista através de Boleto ou Cartão de Crédito ou à prazo, de forma parcelada no Cartão de Crédito.
Uma vez que o cliente clicou no botão de COMPRAR, forneceu seus dados para pagamento com boleto ou cartão de crédito e finalizou a compra, o lojista vai aguardar a compensação do dinheiro na sua conta e começar o processo de pedido ao fornecedor do produto que foi vendido. Nessa etapa, o lojista tem que dar todos os dados do seu cliente, como Nome/Endereço/CEP ao fornecedor e ao mesmo tempo, já pagar pelo produto. Dessa forma, o Fornecedor é quem vai ficar responsável pela ENTREGA do produto, enviando diretamente para o endereço do Cliente final. Sim, isto mesmo: O Lojista “não tem a preocupação de entregar o produto” e por este motivo, “também não vai precisar manter um ESTOQUE dos produtos que está vendendo”, pois, o próprio Fornecedor que vai ser o responsável pelo envio e entrega do produto.

O valor do frete cobrado pelo fornecedor já deve estar embutido no valor total (preço final) do produto ao cliente, de forma que o Lojista ainda pode ter certo lucro também na diferença de valor cobrado pelo frete, caso ele consiga obter com o fornecedor a redução de valor no frete para entregar a mercadoria ao cliente final.

NOS PRÓXIMOS ARTIGOS:

Vamos mostrar  os custos envolvidos na criação de uma loja virtual , considerando o que é necessário para colocar sua loja no ar e começar a vender.

Clique aqui para continuar lendo sobre os custos envolvidos. Nessa leitura você também vai poder fazer um comparativo  entre os custos envolvidos, tanto na montagem de uma loja física quanto na montagem de uma loja virtual (de dropshipping).

Também falaremos das diversas soluções que existem na prática para resolver certos problemas que podem surgir na modalidade de venda pela internet.

A equipe do Salário Digital quer contribuir para seu conhecimento e crescimento nesse mundo digital.

Você está gostando deste conteúdo? Está sendo interessante e útil para você? Então, compartilhe e te vejo no próximo artigo

Se quiser ler mais sobre esse tema, clique nos links abaixo, dos demais artigos relacionados ao tema de Dropshipping:

Dropshipping – saiba o que é o comércio eletrônico sem estoque
Dropshipping – Comece seu negócio investindo pouco (parte 1)
Dropshipping – Comece seu negócio investindo pouco (parte 2)

Salário Digital – A sua renda vinda da internet