Trader – o que é | e o que faz – fique por dentro dessa profissão

O que é | e o que faz um trader

Um trader é um tipo de investidor, é uma pessoa que procura faturar / gerar receita a partir de operações (investimentos) de curto prazo, fazendo proveito para isso das mudanças características do mercado. De forma básica, um trader procura ganhar dinheiro comprando e vendendo o que chamamos de ativos ou ações que podem ser negociadas em Bolsas de Valores.

Apesar de ser uma atividade bastante criticada por leigos nesse mercado de finanças, a comunidade de traders é de fundamental importância para a manutenção do mercado financeiro, por que esses “profissionais / investidores” ajudam no processo de precificação de ativos de curto prazo, promovem e dão a famosa liquidez ao mercado.

Aqui no Brasil,  observamos, ultimamente, uma evolução constante de diversas ferramentas utilizadas e o desenvolvimento de novos produtos que estão possibilitando um forte crescimento dos ganhos deste segmento profissional. Isso tudo fortalece em muito o segmento dessa carreira dentro do mercado financeiro.

Qual a formação necessária?

Um trader não precisa de formação específica para atuar, o ideal para uma pessoa que se propõe a ser um trader é que tenha alguma formação na área de finanças, como economia, contabilidade, administração, etc. Porém nem sempre é isso que observamos na prática e acaba que esse pré-requisito não tem se tornado obrigatório.

Na prática, você pode se tornar um trader e ser um professor, um médico, designer, engenheiro, enfim, de qualquer área. Trader não é uma “profissão regulamentada, qualquer um pode estudar e se tornar um bom trader e ganhar dinheiro com isso. Porém, é muito importante que você conheça bem os conceitos de economia, os influenciadores de preços e de ativos negociáveis em bolsa, tudo isso é a base, o fundamental para conseguir ter sucesso rápido e de forma sustentável neste modelo de mercado. Por tudo isso, apesar dessa vasta flexibilidade que o cargo oferece, os melhores traders, geralmente, possuem boa formação (não necessariamente acadêmica) em cursos relacionados a finanças .

Áreas de atuação:

Um trader tem uma área de atuação relativamente vasta. Esse profissional pode trabalhar tanto como um colaborador de instituições financeiras e/ou corretoras. Pode também atuar como autônomo fazendo operações para benefício próprio de sua casa ou de qualquer lugar com acesso a internet.

Quanto se ganha como trader?

A média de faturamento de um trader é muito difícil de ser definida, isso depende muito do volume, (valores) que este deseja operar, um trader moderado em seu perfil investidor, por exemplo, pode enxergar em um investimento que lhe renda 3% ao mês um bom lucro e oportunidade, isso é bem relativo. Já um de perfil mas agressivo por assim dizer, seria aquele que arrisca um pouco mais com o objetivo de alcançar ganhos superiores a 10% ao mês por exemplo.

Como em toda e qualquer profissão sempre existem aqueles que são bons e maus profissionais, na comunidade de traders não é diferente, aqui também existem os bons que ganham muito dinheiro e podem vir a se tornar milionários, sim, é possível. E existem também aqueles que ganham pouco e infelizmente, às vezes, perdem algumas quantias.

É de extrema importância ressaltar aqui que existem alguns custos para se trabalhar e fazer operações como trader, isso merece ser levado em conta na hora de decidir trabalhar com essa atividade. Boa parte desses custos são relacionados a corretagem que são pagos à corretoras que você escolhe para operar.

Um trader pode faturar tanto na alta quanto na queda de preços, isso porque ele pode realizar o que chamamos de “operações de venda a descoberto”.

Para um trader experiente pouco importa se o mercado financeiro está em alta ou baixa, isso porque para ele, às vezes, o mercado dos chamados “contratos futuros” tende a ser mais interessante do que o mercado de ações.

Embora essa atividade tenha melhorado bastante nos últimos anos, a profissão de trader, aqui no Brasil, ainda não está tão evoluída como vemos em outras partes do mundo. Por aqui, ainda estamos muito restritos ao mercado de ações, contratos futuros, ao dólar e aos juros.

Compartilhe este post:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.